Governo do Maranhão reúne em Recife sobre participação na 38ª Feira Internacional de Havana 2022

Acessar fotos
13/10/2022

Uma comitiva do Governo do Maranhão, representando o governador Carlos Brandão, esteve em Recife (PE), na segunda-feira (10), para dialogar sobre a participação do governo maranhense na 38ª Feira Internacional de Havana 2022 (Fihav), que ocorre em Cuba.

Participaram do encontro representantes das secretarias de Indústria e Comércio (Seinc), da Agricultura Familiar (SAF) e da Agricultura e Pecuária (Sagrima). A reunião foi conduzida pelo representante da Embaixada da República de Cuba no Brasil, o conselheiro e vice-chefe da Missão, Melne Martínez Hernández.

Promovido pelo Governo de Pernambuco, por meio da Agência de Desenvolvimento Econômico (Adepe), Consórcio Nordeste e Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe), o encontro objetivou criar parcerias para a realização da 38ª Fihav, que ocorrerá de 14 a 18 de novembro deste ano.

A feira é um dos principais eventos de intercâmbio comercial no Caribe e América Latina, onde expositores, empresários e atores da economia cubana compartilham ideias e o enfrentamento de desafios relacionados a investimentos.

Para Cassiano Pereira Junior, secretário da Seinc, o diálogo entre os governos do Maranhão e dos demais estados do Nordeste é essencial para fortalecer a divulgação do que é produzido na região. “Estamos atuando em todas as frentes, seguindo a orientação do nosso governador Carlos Brandão: focando e captando iniciativas eficazes que possam tornar o Maranhão uma referência no fortalecimento da indústria e comércio”, reforçou o secretário.

Carlos Gabas, secretário executivo do Consórcio Nordeste, pontua que a contribuição em conjunto dos estados nordestinos é de extrema importância ao desenvolvimento do país.

“O Nordeste unido é a melhor chance que temos de fortalecer nossa economia e qualificar ainda mais nossa atuação no desenvolvimento do país. A participação articulada dos nossos estados em feiras internacionais contribui muito para o fortalecimento de diferentes setores econômicos e tem rebatimento direto na vida de nossa população”, analisou.

O secretário da Sagrima, José Antônio Heluy, destacou que o encontro foi importante para o alinhamento da participação do Maranhão na 38ª Feira Internacional de Havana, a ser realizada em novembro em Cuba.

“O Nordeste e, em especial, o Maranhão, tem uma localização estratégica para o comércio com Cuba e o Caribe. O Consórcio Nordeste está incentivando a ampla participação dos estados da região na Feira de Havana, por meio de empresas e das cadeias produtivas, para fortalecer essas relações comerciais. E com certeza vamos atender a esse chamado com uma delegação maranhense bastante representativa”, assinalou o secretário.

“A Feira de Havana será um momento importante para dinamizar a economia da América Latina. A participação do Nordeste na Feira vai mostrar o potencial de uma região tão diversificada e rica”, acrescentou Diego Rolim, secretário da SAF.