Farinha de Itapecuru Mirim recebe Selo Gosto do Maranhão

Farinha MST

Farinha MST

O Governo do Estado, por meio do Sistema da Agricultura Familiar (formado por SAF, Agerp e Iterma), em parceria com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), promoveu na sexta-feira (6), no Solar Cultural da Terra Maria Firmina dos Reis, em São Luís, a apresentação do primeiro produto com o selo da agricultura familiar “Gosto do Maranhão”.

Item bastante comum no prato do maranhense, a farinha de mandioca foi a escolhida para dar início ao uso do selo. Produzida pela Cooperativa Mista das Áreas de Reforma Agrária do Vale do Itapecuru (Coopevi) do Assentamento Cristina Alves, em Itapecuru-Mirim, a farinha é considerada como um dos principais destaques da comunidade, que já recebeu, também em 2019, investimentos do Governo do Estado visando o incentivo da Cadeia Produtiva da Mandioca.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, explicou que o selo dará visibilidade aos produtos oriundos da agricultura familiar. “O lançamento da farinha do Assentamento Cristina Alves é um marco para a agricultura familiar do Maranhão. O Sistema SAF vem investindo no fortalecimento da cadeia produtiva da mandioca no assentamento, onde já reformamos uma agroindústria na comunidade e outras ações de incentivo. E este selo vem fechar o ciclo da cadeia, que é a comercialização”, disse o secretário.

Farinha com o selo

Farinha com o selo

Ter a farinha de mandioca embalada e rotulada era um sonho antigo dos agricultores familiares do Assentamento Cristina Alves, como conta o produtor Geraldo Barbosa, conhecido como Juca. “É um sonho realizado, eu estou falando em nome de todos os trabalhadores do assentamento. Essa farinha embalada e com o selo é uma realização que a gente sempre almejou há muito tempo e agora chegou a oportunidade desse sonho ser realizado”, destacou o agricultor.

Para o coordenador Estadual do MST, Elias Araújo, o Movimento tem tratado o alimento saudável como uma política prioritária e o selo ajuda a dar visibilidade a esse tema. “O selo Gosto do Maranhão tem uma identidade que valoriza a produção da agricultura familiar, reforçando que é possível uma produção sustentável, livre de agrotóxicos. Estamos concretizando um sonho do Assentamento de ter um produto saudável pronto para inserir no mercado e com garantia de qualidade”, ressaltou Elias.

Gosto do Maranhão

O selo da agricultura familiar “Gosto do Maranhão” tem por finalidade o fortalecimento das identidades sociais e produtivas dos vários segmentos do setor perante os consumidores e o público em geral. Com a utilização do selo, os produtos da agricultura familiar serão identificados nos supermercados, feiras e pontos de venda, como sinônimo de origem do campo.

 

Fonte: SAF
Data: 06/12/19