Agricultores familiares de Rosário fornecem alimentos ao Procaf

Procaf

Procaf

Condições de produzir, ter garantia de comercialização e ainda contribuir com a segurança alimentar de instituições socioassistenciais são alguns dos benefícios que os agricultores familiares e a população do Maranhão têm com o Programa de Compras da Agricultura Familiar (Procaf).

Criado pelo Governo do Estado, por meio do Sistema da Agricultura Familiar, o Procaf visa a aquisição de produtos da agricultura familiar por dispensa de licitação, contribuindo com a geração de trabalho e renda de agricultores familiares do Maranhão.

Nesta sexta-feira (22), na comunidade São Miguel, zona rural de Rosário, agricultores das associações de produtores de Boa Vista, Semeando a Resistência, Mulheres Unidas pelo Bem Viver, Esplanada Bom Jesus, Paissandu e São Miguel, forneceram a produção ao Procaf, como hortaliças e frutas. Os produtos foram doados a mais de 200 famílias cadastradas no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e que moram na comunidade.

O Governo do Maranhão está destinando R$ 2 milhões para compra da produção da agricultura familiar de 36 associações de trabalhadores rurais. Os produtos adquiridos são doados para instituições socioassistenciais, escolas, hospitais e creches.

Procaf

Procaf

O agricultor Samuel Silva é um dos beneficiados com a venda da produção através do Procaf. Para ele, o programa é uma forma de sobrevivência e sustento da família. “Trabalho desde sempre na agricultura familiar e ela representa tudo para mim, é a nossa maior riqueza. E participar do Procaf garante a sobrevivência e gera renda para gente. Eu forneço ao programa peixe, pimenta de cheiro, milho, feijão, vinagreira, tudo de boa qualidade”, disse.

Para o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, programas de aquisição de alimentos como o Procaf são extremamente importantes na potencialização da produção. “É uma garantia de que o que é produzido pelo agricultor vai gerar renda e melhora de vida. Além de beneficiar os agricultores, o Procaf ajudará pessoas em vulnerabilidade social e alimentar”, pontuou o secretário.

Procaf

Procaf

O gestor da Agerp de Rosário, Waldemar Diniz, ressaltou a ação no município. “Aqui em Rosário foram contempladas sete associações e, nesta entrega, destacamos que os produtos para as famílias recebedoras dos alimentos foram levados numa sacolinha de naylon, promovendo a sustentabilidade ambiental. Parabenizamos a toda a equipe do Sistema SAF e agradecemos ao governador Flávio Dino por ser sensível às questões rurais, como a criação do Procaf onde o agricultor produz e o Governo compra, e os alimentos são doados para quem necessita”, frisou.

A superintendente de Comercialização da SAF, Viviane Anchieta, destacou que a ação é muito importante pois atende os dois objetivos do programa: garantia de comercialização e segurança alimentar. “Sete associações de Rosário estão habilitadas no Procaf, tendo como fornecedores uma média de 140 agricultores, e consumidores uma faixa de 200 pessoas em situação de insegurança alimentar. Um diferencial em Rosário foi o contexto ambiental, onde as mães personalizaram suas sacolas para levar os produtos para casa, dessa forma preservando o meio ambiente”, relatou Viviane Anchieta.

Fonte: SAF
22/11/2019